Menu ×

Agricultura de Precisão: A tecnologia no auxílio à produtividade


O aumento do índice de produtividade e a busca por uma agricultura cada vez mais rentável, são assuntos que estão sempre em discussão. Novas tecnologias e o grande investimento na área de pesquisa e inovações, permitem aos produtores redução no desperdício de produtos e aumento da produtividades das lavouras. E a Agricultura de Precisão é uma das tecnologias que vem a cada ano ganhando mais força, espaço e auxiliando cada vez mais produtores que investem nesta técnica em busca de uma produção homogênea, gerando assim o aumento e otimização na produtividade.

Os avanços da Agricultura de Precisão trouxeram para os produtores a possibilidade de controlar inúmeras variáveis que interferem na produtividade da lavoura e aprimorar cada vez mais a atividade que apareceu de forma mais ativa no Brasil no final dos anos 1990. Atualmente a Agricultura de Precisão não é mais vista como um modismo mas sim, uma tendência, deixando de ser uma ferramenta do futuro, e passando a ser uma tecnologia presente no dia a dia dos agricultores.

De acordo com o Engenheiro Agrônomo da Copercampos, Marcos Schlegel a Agricultura de Precisão (AP), é um sistema de produção onde ocorre uma administração cuidadosa e detalhada da propriedade agrícola. “Através da utilização das tecnologias e informações para o manejo do solo, a agricultura de precisão trabalha de modo a adequar as diferentes condições de solo, aplicando medidas corretivas de maneira precisa, no período correto e na dosagem exata, resultando em uma lavoura com produtividade mais homogênea e com elevado rendimento”.  Comentou Schlegel.

Segundo o Engenheiro Agrônomo da Plantec, Fabiano Paganella houve um aumento expressivo no uso desta tecnologia, “A amostragem de solo georreferenciada aumentou 600%, de 2011 a 2013.  Esta adoção se deve ao trabalho dos Engenheiros Agrônomos da Copercampos, convencidos de que o diagnóstico adequado da fertilidade do solo, através da agricultura de precisão é uma ferramenta imprescindível para o ajuste da adubação e nutrição das culturas para a obtenção de altos rendimentos. Além disso, houve um aumento dos equipamentos de aplicação em taxa variável de corretivos e fertilizantes próprios e terceirizados.” Ressaltou o Engenheiro Agrônomo.

Fonte: Copercampos

Veja também
A Plantec AP juntamente com a empresa Calcário Foscarini, realizou na segunda-feira, ...
A Plantec AP realizou na segunda-feira, dia 28/05/18 no Salão de Eventos Algo Mais em ...
Comunicamos que em razão das festividades de Natal e Ano Novo, estaremos em recesso do ...